Exposição Dionísio Del Santo, 2008
Exposição Dionísio Del Santo, 2008
Exposição Dionísio Del Santo, 2008
Visitação de grupo escolar
Abertura de exposição
MAES

Missão

 

Ser um espaço de socialização, reflexão e discussão sobre arte e cultura, com o propósito de contribuir para o desenvolvimento humano, cultural e crítico, visando a estabelecer uma relação viva com a sociedade. Está entre suas finalidades valorizar seu acervo assim como promover o estudo, a produção e a difusão da arte, com ênfase nas expressões locais, em conexão com as manifestações realizadas em nível nacional e internacional.

 

 

Sobre o MAES

 

O Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo | MAES, Patrimônio Cultural do Estado do Espírito Santo, pertencente à estrutura organizacional da Secretaria de Estado da Cultura – Secult. Está sediado em um prédio tombado pelo patrimônio do Estado, que existe há mais de 80 anos. O prédio foi construído a partir do projeto arquitetônico do tcheco Joseph Pitilick e concluído em 1925. Foi inaugurado no dia 18 de dezembro de 1998. Na ocasião foi feita uma homenagem ao artista que nomeou a instituição: o capixaba Dionísio Del Santo.

 

Localizado no Centro de Vitória, capital do Espírito Santo, o MAES já sediou no passado o “Serviços de Melhoramentos”, órgão responsável pelo planejamento urbanístico da cidade. Posteriormente acolheu várias instituições públicas estaduais como o Diário Oficial, setores da Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos e a Secretaria da Fazenda.

 

O prédio foi cedido ao Departamento Estadual de Cultura (DEC) em 1987. Atendendo à uma antiga reivindicação que mobilizou intelectuais e artistas capixabas, o DEC resolveu abrigar a sede de um museu no antigo edifício. Em 1990, iniciou-se a reforma do edifício a partir do projeto das arquitetas Maria Cristina Coelho Duarte e Clemir Meneghel, com assessoria do crítico de arte Paulo Herkenhoff e da museóloga Margareth de Moraes.

 

O MAES está técnica e fisicamente preparado para receber exposições nacionais e internacionais, possuindo uma área expositiva com cinco salas e hall, distribuídos em dois pisos, uma Biblioteca que tem aproximadamente 3.000 títulos na área de artes plásticas, patrimônio e museologia, constando de livros, revistas, catálogos, vídeos, DVDs e fotografias,além de um auditório com capacidade para 40 pessoas.

 

 

 

Dionísio Del Santo (1925-1999)

 

Nascido em Colatina, Espírito Santo, Dionísio teve seus primeiros contatos com o desenho no Seminário São Francisco de Assis em Santa Teresa, onde estudou dos 07 aos 14 anos. Continuou seus estudos como autodidata, desenvolvendo o desenho de observação com noções de perspectiva e geometria descritiva. Em 1947, mudou-se para o Rio de Janeiro e trabalhou com desenho publicitário, desenvolvendo suas primeiras experiências com xilogravuras e serigrafias. Fez sua primeira exposição individual em 1965, na Galeria Relevo, no Rio de Janeiro. Participou de várias exposições coletivas nos principais museus do país, além de ter recebido vários prêmios de importância nacional, como o Prêmio Aquisição na IX Bienal de São Paulo, Prêmio de Melhor Exposição do ano pela Crítica Paulista (1975).

 

Dionísio Del Santo possui obras no acervo de importantes museus como o Mac Niterói, MAM-SP, MAM-RJ, Paço Imperial, Museu Nacional de Belas Artes, MAM-BA e em diversas coleções particulares. O maior número de suas obras se encontra no Museu de Arte do Espírito Santo.

Fale com a nossa equipe

Siga-nos
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon

© 2023 por Sandro Esteves. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now