NAIR VERVLOET

 

Nasceu no Município de Santa Tereza, no Estado do Espírito Santo, no dia 14 de março de 1914. Iniciou os estudos em pintura no Colégio do Carmo, em Vitória. Estudou no Colégio das Irmãs Dorotéias no município do Rio de Janeiro, onde estudou para se tornar professora, mas acabou se destacando nas artes, fazendo aulas de piano, canto, desenho e pintura. Depois de casada, foi aluna dos pintores Manoel Madruga, Armando Viana e Edson Motta. Sua primeira exposição foi no Salão de Belas Artes do Rio de Janeiro, em 1950, onde obteve menção honrosa, o primeiro de vários prêmios e exposições. Ficou viúva do primeiro esposo e casou-se novamente na década de 1960. Viveu ao lado do segundo marido até a morte, em 2007, por complicações da doença de Alzheimer[1].

 

Nair Vervloet se destacou principalmente pelos seus retratos, pela sua habilidade no desenho e na utilização das cores.[2]

 

Por Matheus Boni Bittencourt,

Especialista em Desenvolvimento Humano e Social

 

 

 

[1] http://www.sefaz.es.gov.br/painel/pint00.htm. Acesso em 01/04/2015.

 

 

[2] Arquivo do Museu de Artes do Espírito Santo “Dionísio Del Santo”.