Fernando Accarino

 

Nasceu em Valença, Rio de Janeiro, em 1963. Nos anos 1970, sua família se mudou para a Grande Vitória, Espírito Santo. Residiu em  São Paulo, e lá fez cursos de desenho e pintura no Museu de Arte Moderna de São Paulo e no ateliê de Paulo Whitaker, entre 1990 e 1993. Em seguida, voltou para Vitória, onde fixou residência.

Fernando Accarino é pintor e desenhista. Seus trabalhos estão entre o figurativo e o abstrato e buscam a simplificação dos meios de expressão[1]. As principais temáticas retratadas ou apenas insinuadas em sua obra são a solidão e a vida urbana[2].

 

Exposições individuais

 

1996 - Galeria Sesc Paulista (São Paulo, SP).

1998 - Galeria de Arte Espaço Universitário UFES (Vitória, ES).

2000 - Galeria Homero Massena (Vitória, ES).

2002 - Galeria Sandra Rezende (Vitória, ES).

2003 - Galeria de Arte Sobrado Ramalho (Tiradentes, MG).

2004 - Galeria de Arte Centro Cultural Cândido Mendes (Rio de Janeiro, RJ).

2005 - Galeria Nobre da Caixa Cultural (São Paulo, SP).

2007 - Galeria de Arte Espaço Universitário (Vitória, ES).

 

Exposições coletivas

 

1991 - Contato com Arte. Pinacoteca do Estado de São Paulo.

1992 - Contato com Arte: Itinerante. Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

1993 - XX Salão de Arte Jovem CCBEU (Santos, SP).

1994 - Galeria Espaço Cultural Xerox (Vitória, ES).

          Painel Sebrae de Arte Brasileira Contemporânea (Brasília, DF).

          Painel de Arte Brasileira Contemporânea. Museu de Arte Brasileira (Vitória, ES).

1995 - Sobre Tela. Galeria Espaço Universitário UFES (Vitória, ES).

           III Bienal do Recôncavo (Salvador, Bahia).

1996 - Espaço Cultural Xerox (Vitória, ES).

1997 - VI Bienal Nacional de Santos de Artes Visuais (Santos, SP).

1999 - ILHA. Galeria Homero Massena (Vitória, ES).

           I Salão Capixaba do Mar (Vitória, ES).

2000 - III Salão Yázigi Vitória de Arte Contemporânea (Vitória, ES).

          ART. Centro de Artes da UFES (Vitória, ES).

2001 - Um olhar sobre o Solar. Galeria Ana Terra (Vitória, ES).

2002 - RUÍDO. Museu de Arte do Espírito Santo (Vitória, ES).

2003 - Trisomatos. Galeria Casa Porto das Artes (Vitória, ES).

 

Prêmio

 

1993 - Prêmio Aquisição, XX Salão de Arte Jovem CCBEU (Santos, SP).

 

________________

[1] ACCARINO, Fernando. Pinturas. Vila Velha: Ed. Do Autor, 2008.

[2] TARDIN, Neyla. Obra da solidão. A Gazeta, Vitória, 17/09/2002.

 

 

 

 

Por Matheus Boni Bittencourt.

Especialista em Desenvolvimento Humano e Social